8 de julho de 2015

O quarto

Esse post era pra ter saído antes da chegada da Rafa mas não deu tempo, até pq quando Rafaela nasceu não estava tudo pronto, aliás, é bem verdade que ainda não está pronto. Com o nascimento da Remelenta alguns detalhes foram criados e algumas necessidades surgiram...

Como eu escrevi no post de "Inspirações" optamos pelo cinza com branco e amarelo e eis o resultado (ainda parcial, rsrs).


Cadeira de amamentação
Sempre achei essa Eames linda, mas nunca tive uma "desculpa" para compra-la. Considerando que as cadeiras de amamentação tradicionais são verdadeiros trambolhos, optei pela Eames e confesso que me surpreendi com o quanto ela é confortável pra amamentar. 


Detalhe do móbile
Rafaela ganhou o móbile da vó paterna e eu troquei os "bichinhos" por ovelinhas de feltro.


Berço
A bem da verdade, eu queria que os quadros ficassem na outra parede, mas como Rafael os colocou enquanto eu ainda estava na maternidade, não posso reclamar e até que eu gostei do resultado. 
Nos "pés" do berço está a banheira, a ideia inicial era deixa-la no banheiro, mas não foi nenhum pouco funcional.


Cômoda/trocador
Na pratica sempre coloco uma fralda em cima do trocador pq acho o plástico um tanto frio pras trocas noturnas e  mandei fazer um rolinho com o nome dela pra colocar próximo à parede.


Visão da porta de entrada
Confesso que sempre fui contra a lixeira no quarto de bebês, mas olha é uma mão na roda! Tb mandei fazer, seguindo a padronagem da almofada e do trocador, um porta roupa suja pra prender no berço. 
Embaixo do berço tem um cesto com os brinquedos, não sei se esse cesto vai continuar ai, vamos ver...


Painel de TV e a cortina
Rafael tinha reclamado que o painel de TV (que não terá TV por um tempo ainda) estava muito sem graça, então providenciei um adesivo personalizado, achei que poderia ser maior, mas gostei do resultado assim mesmo. 

O guarda-roupa
E claro que esse se tornou o meu comodo da casa preferido! :)

6 de julho de 2015

O primeiro mês



Rafaela nasceu miudinha (2.326 Kg) e como é de se esperar perdeu peso após o parto (é normal perder cerca de 10% do peso), saindo da maternidade com 2.136 Kg, na primeira consulta com a pediatra (com 11 dias) Rafaela já tinha recuperado parte desse peso (o ideal é que recupere pelo menos o que perdeu), mas a pediatra pediu que voltássemos uma semana depois para nova pesagem, nesse retorno Rafaela ganhou cerca de 100gr (aproximadamente 20gr por dia, sendo que o esperado é no mínimo 25gr) e assim foi na semana seguinte, por fim a pediatra perguntou se eu tinha algo contra a complementação e eu disse que não (GENTEEM, eu quero um bebê saudável, se ficar com ela pendurada no peito não adianta, vamos resolver de outra forma sim!). Com 1 semana de complemento  (Rafaela fica pelo menos 20 minutos em cada peito e depois recebe 60 ml de suplemento, às vezes ela "rapá" todo o suplemento, às vezes nem liga pra ele), ela engordou 300gr! 
Na consulta de mês, chegamos a marca dos 2.870 Kg, ainda abaixo da linha vermelha da curva de crescimento, mas em visível ascensão!

Aliás, ninguém me falou como é complicado esse lance de amamentar, Rafaela nos primeiros dias não "pegou" o peito direito e isso acabou causando rachaduras e muita dor. Pra melhorar um pouco tenho usado pomada de lanolina e conchas de amamentação que ajudam a formar o bico do seio (eu achava que "bico" era o bico, mas descobri que a aureola tb faz parte desse processo).

No mais, tudo caminhando. Rafaela é um bebê tranquilo, na maioria das vezes acorda a cada 2/3 horas pra mamá, fica cerca de 1 hora e meia nesse processo e dorme de novo. Lá pro 14º dia começou a sofrer um pouquinho com cólicas e no 25º dia "entupiu", ou melhor, diminui a quantidade de cocô, agora é uma fralda bem cheia (e coloca cheia nisso) a cada 2 dias (por causa do suplemento, tb passamos a da um pouquinho de agua entre as mamadas).
Já tivemos por aqui episódios de fralda vazada, xixi na mamãe, cocô no papai, noites insones e por ai vai. Mas a única certeza que temos é que esse primeiro mês foi o melhor de nossas vidas! 

18 de junho de 2015

37 semanas e 2 dias: Cheguei!



Na consulta da 37ª semana remelent@ ainda não havia encaixado e combinei com a obstetra que se até a consulta (que agora seriam semanais) da 39ª semana ele não encaixasse eu iria marcar a cesárea. 

Vale aqui fazer um breve comentário sobre o MEU parto ideal: nunca fui defensora de PN ou PC, acho um saco essas discussão intermináveis sobre o assunto, pra mim ninguém é mais ou menos mãe por optar por uma ou outra forma de pôr o filho no mundo. No meu caso seria super cômodo fazer uma cesárea já que assim eu teria como organizar a vinda da minha mãe pra Brasília, mas tenho muito medo do pós operatório, na verdade tenho medo de sentir dor, seja a dor do PN ou do pós do PC, eu sempre disse que se eu pudesse escolher optaria por uma anestesia geral (mimimi), mas acabei concluindo que seria "melhor" sentir dor por algumas horas do que sentir dor por alguns dias e me convenci a tentar um PN com todas as intervenções possíveis, mas sempre fui bem aberta a possibilidade de um PC e passei a considera-lo nas ultimas semanas. 

Voltando ao tópico...
Peguei com a obstetra um atestado de "repouso" de uma semana (começando dia 08) no dia 16 eu já pegaria o atestado pra dar entrada na licença, ficaria pelo menos 1 semana em casa pra organizar as coisas e me preparar. 
Na sexta, 05/06 me despedi do pessoal do trabalho, já que meu "repouso" começaria no dia 08.

Mas como não somos senhores do nosso destino...
Por volta das 01:30 do sábado 06, acordei com uma cólica leve mas chatinha, fui ao banheiro, bebi agua, fui ao banheiro de novo e deitei, não consegui dormir novamente e por volta das 03:00 resolvi acordar o Rafael para que ele me ajudasse a fazer as malas (a minha e a do bebê) e me levasse pro hospital, tive uma gravidez muito tranquila e sem dores, então havia algo "errado". 
Fizemos as malas, tomei banho, me arrumei e fomos para o Hospital Santa Marta, lá chegando o plantonista fez os exames de praxe, escutamos os batimentos do bebê, minha pressão estava ok e no toque ele verificou que eu estava com 3 cm de dilatação, me perguntou se eu queria PN e explicou que nessa situação eu poderia optar por ficar internada e voltar pra casa, já que demoraria ainda algumas "horas" pra eu entrar clinicamente em TP (de acordo com ele só é considerado TP após os 5cm). Conversei com o Rafael e resolvemos voltar para casa. 
O plantonista então pediu pra eu prestar atenção nas contrações (kkk não eram cólicas, eram contrações!) e voltamos pra casa.
Já em casa, por volta das 05:00 as contrações se tornaram mais doloridas, aliás bem doloridas, e nessa hora eu conclui que não ia dá, tava doendo pra caramba e teoricamente nem em TP eu estava, falei pro Rafa que eu não aguentava mais e queria Cesaria. Rafael, sempre confiante no meu PN, mandou que eu ligasse pra minha obstetra, liguei e expliquei que tinha ido à Emergência e que estava com 3cm, mas que queria PC, ela então me pediu para voltar ao Hospital e falasse com o plantonista pra me internar que minha obstetra estava chegando. 
E lá fomos nós... Dessa vez no toque o plantonista verificou que  minha bolsa tinha estourado (e não, não saiu aquele mundaréu de  agua que a gente vê na TV)  e que eu já estava com 5 cm de dilatação, expliquei que eu queria cesárea e que minha obstetra estava chegando, ele então me entregou a papelada da internação e me desejou boa sorte. 
Sei que enquanto o plano autorizava a internação e minha obstetra chegava eu fiquei me contorcendo em uma maca em uma sala da emergência (e ai sim, saiu agua), às 06:40 a papelada foi liberada e minha médica chegou dando inicio a minha "transferência" para sala de cirurgia. 
Cheguei na sala de cirurgia em uma cadeira de rodas me contorcendo de dor e com muita vontade de fazer cocô, falei pra minha obstetra e ela autorizou que me levassem ao banheiro, mas nada aconteceu, fui transferida pra "mesa" e minha obstetra pediu pra dar uma olhadinha "nos países baixos" e me informou que eu já estava com 10 cm e começou a tentar me convencer a não fazer a cesárea, que estava tudo ocorrendo da melhor maneira e que o PN seria muito mais rápido que o PC no meu caso, acabei aceitando a ideia, 10 minutos depois lá estava eu já com a analgesia (ow benção!) pronta pra parir. 
A analgesia não tirou toda a dor, já que eu tinha que saber a hora da contração pra fazer força, mas a contração se tornou uma especie de cólica bem tranquila de suportar, na primeira contração minha obstetra anunciou que já estava vendo os cabelinhos e chamou Rafael pra dar uma olhadinha, 3 contrações depois RAFAELA saiu (sim é menina!!!). A obstetra anunciou que era menina e às 07:46 a colocou no meu colo, fiquei uns 5 minutos olhando pr'aquela coisa grudentinha que pesava 2.326Kg e 43 cm, sem muita coragem de tocar, enquanto a obstetra tirava a placenta (que eu nem senti), a enfermeira perguntou se queríamos uma foto, mas é claro que Rafael esqueceu a máquina e o celular do lado de fora da sala, kkk. 
Pouco depois a pediatra pegou a bebê e saiu com o Rafael acompanhando. Enquanto a enfermeira me limpava e minha médica fechava a episiotomia (foram 2 pontos externos e 4 internos). Fui então pra sala de recuperação, un 30 minutos depois outra enfermeira apareceu com a Rafaela no colo e a colocou no meu peito para que ela sugasse alguma coisa e fomos liberadas pro quarto. 

Minha recuperação foi ótima, assim que me instalaram no quarto eu fui tomar banho sozinha, os pontos da episiotomia me incomodaram um pouquinho, principalmente na hora de sentar, mas totalmente suportável, minha obstetra recomendou um spray pra ajudar na dor e na cicatrização, o que foi ótimo. Em 48 horas recebemos alta do hospital, os pontos externos caíram em 5 dias e os internos retirei no consultório da obstetra no 10º dia.

3 de junho de 2015

Semana de 33 a 36

Agora as consultas com a obstetra são quinzenais, na primeira consulta do mês meu peso chegou aos 69,6Kg (iniciei a gestação com 65,9 Kg, ou seja ainda não engordei nem 5 quilos), mas estamos muito bem. Minha pressão continua baixa (117x83) e minha curva uterina bateu os 33cm, sai da consulta e fui direto pro laboratório entregar o tal exame do cotonete, ou melhor, o bastão da cultura para Estreptococos B que deu negativo. Na segunda consulta do mês não houve lá muitas alterações com excessão da minha pressão que subiu um pouquinho (13x9), mas pelo o que eu entendi ainda está normal.

Essas semanas foram as que eu senti remenlent@ mais ativo, seria falta de espaço? E tb comecei a inchar, com 33 semanas tive que guardar a aliança, mas meus pés ainda cabem nos sapatos, sabe-se lá por quanto tempo e meus seios ficaram mais sensíveis, embora não saia nada deles ainda. 

Enfim, os móveis foram montados e foi possível começar a arrumar  o quarto (já era tempo!) com isso consegui contabilizar as fraldas que ganhamos nos chás e de um grupo de amigas do Rio (que me mandaram 300 fraldas e 3 bodies lindos da Carter's), totalizamos 2.398 fraldas, sendo 332 P, 1488 M e 578 G. 

Com 35 semanas comecei a lavar e passar as roupinhas, o complicador é que aproveitamos que fizemos os moveis do quarto do remelent@ e mandamos fazer também os moveis do home office, ou seja, a "zona" ficou toda espalhada pela casa e eu ainda não sei onde foram parar todas as roupinhas... Essa semana também decidimos as cortinas (aproveitamos pra mandar fazer a do nosso quarto também), mas a entrega ficará só pro dia 15/06.

Na ultra da 36ª semana (com doppler) remelento mediu 46 cm e pesou aproximadamente 2.276 Kg, o que o classifica como um bebê "magro" mas tanto a artéria umbilical quanto a cerebral ficaram dentro do esperado e pelo o que eu entendi é isso o que mais importa nessa ultra, mas por via das duvidas lá vamos nós tomar Sustagen :/

28 de maio de 2015

Antes e Depois - Quartinho da bagunça/Home Office

Aproveitamos que chamamos o marceneiro pra fazer o armário e a comoda do quarto do Remelent@ e resolvemos dar um jeitinho no quartinho da bagunça, que outrora fora chamado de Home Office, rsrs.

Antes



Depois



A ideia inicial era fazer desse espaço um mini home office de fato, com espaço pros laptops e tals, mas o tempo passou e mudamos de ideia, acabou virando um espaço mais multiuso, ao mesmo tempo que no armário grande ficaram os livros e as malas, tb sobrou espaço pra alguns edredons, aspiradores de pó e etc. Ficou bem menos bagunçado que antes. :)



11 de maio de 2015

Semana de 29 a 32

Chegamos no último trimestre!!!

E embora eu tenha comido horrores nas férias, meu peso só aumentou 100g. Ok confesso, que tb andamos pra caramba, mas 100g é sacanagem. Enquanto isso minha curva uterina bateu os 29 cm e a obstetra disse que se o bebê está bem ele cresce e se ele cresce a barriga aumenta, logo, estamos muito bem e que não é para eu dar ouvidos aos comentários de que eu tenho que comer mais. :)
Aliás, comer mais é algo impossível na minha atual condição. Minha digestão anda bem lenta e comer a noite tem sido complicado. Continuo com muita azia e a região do meu umbigo (que ainda não saltou) as vezes fica meio dolorida. Meu intestino que sempre foi um reloginho começou a ficar "atrasado" e as minhas idas noturnas ao banheiros aumentaram. Dormir tem começado a ficar complicado, falta posição, doí o quadril, remelent@ chuta e por ai vai.

Ainda com 29 semanas fui ao posto e tomei a DTPa e a 1ª dose da Hepatite B (a 2ª tomo em Maio e a 3ª só em Outubro), levei uma leve bronca por não ter ido antes tomar a de hepatite, mas nada traumático. E sim a DTPa doí um pouquinho, meu braço ficou dolorido por uns 4 dias, mas nada insuportável. 

Também comecei a passar bucha vegetal nos seios e a hidratar a pança, nesse quesito acabei preferindo usar óleos no banho (e ai tenho revezado entre o Bio Oil, o de amêndoas doces baratinho da farmácia e um da L'occitane que eu ganhei ano passado do Rafael) do que os cremes pós banho.

Com 30 semanas foi a vez do Chá de Bebê no meu trabalho (não comentei, mas só teremos os chás do trabalho - no meu e no do Rafa - já que fora do trabalho conhecemos umas 10 pessoas e olhe lá) e até hoje não consegui contabilizar a quantidade de fraldas ganhas que ainda estão na mala do carro desde então. 

Fizemos uma nova ultra com 31 semanas, remelent@ já mede aproximadamente 39cm e pesa 1502Kg. A médica bem que tentou tirar uma fotinho 3D, mas remelent@ não tirava as mãozinhas da frente, mesmo após ser sacudido pela médica (Rafael sacode a barriga todo dia, então acho que el@ já se acostumou com os saculejos, rsrs)
Minha placenta que estava um pouco baixa na ultima ultra, já está no lugar certo. :D




Na 32ª semana finalizamos a pintura do quarto e o berço foi devidamente entregue e montado. Com isso, só falta resolvermos a questão das cortinas e aguardarmos a montagem dos outros moveis. 

5 de maio de 2015

Petitebox Abril


Minha caixinha de Abril quase não chegou... Achei estranho pq as outras duas chegaram logo na primeira semana e essa nada, já na ultima semana de Abril mandei e-mail pra lá e me informaram que eu deveria ter recebido a caixinha de Janeiro conforme a data da minha assinatura, mas que de fato não foi enviada, então eu poderia escolher entre receber a de Janeiro ou a de Abril e acabei optando pela de Abril (aliás, gostei muito do atendimento ao cliente da Petitebox), que veio com:



- 1 Confort Concentrado 500 ml;
- 1 Omo Liquido para roupas delicadas 500 ml;
- 1 pacote com 8 protetores de tomada da Lolly;
- 1 Dedera Cocoricó;
- 1 Bepantol Mamy 150 ml;
- 1 Protetor de cabeça pro banho;
- 1 Manual da Mamãe;
- 1 mini kit da Fisher Price com shampoo e sabonete liquido;
- 1 ovinho de Pascoa da Visconti.


Foi uma das caixinhas que eu mais gostei, coincidentemente esse mês estávamos vendo as opções de sabão liquido pra lavar a roupa d@ remelent@ e compramos o de cocô da Ufe, mas esse da Omo tb era uma opção.

E agora, aqui estou eu pensando se renovo ou não a assinatura. :)

18 de abril de 2015

O quarto d@ remelent@ - Inspirações

Com esse papo de não saber o sexo uma das perguntas mais frequentes que tenho escutado é sobre o quarto: "Mas e as cores?", "A decoração?" e por ai vai.

E o mais engraçado nessa história é que o tema do quarto é algo que nunca me angustiou, aliás foi uma das primeiras coisas escolhidas antes mesmo d'eu engravidar: ovelhas.
Tive dúvidas em relação a cor, pensei em bege e Rafael não gostou ("mas a casa já é bege"), pensei em azul e Rafael reprovou ("não gosto de paredes azuis"), por fim concordamos em ser cinza com detalhes em amarelo.

O passo seguinte foi buscar inspirações na net e, claro, lá estava o Pinterest cheio de ideias. :)

Então chega de blá blá e vamos às inspirações (algumas delas):




 



Semana que vem começamos a pintura do quarto e ai eu vou contando/mostrando como está ficando. :)

11 de abril de 2015

O berço

Enfim com 29 semanas fomos comprar o berço e eu confesso que eu não tinha ideia da quantidade de possibilidades (modelos, preços e etc) que me esperavam. 

Fomos na 510 Norte, uma "quadra" aqui de Brasília com cerca de 7 lojas de bebê,  entramos em umas 5 lojas e na terceira eu já tava achando tudo igual e não conseguia sequer decidir o que eu gostava ou não, rsrs. 

Mas enfim, todos os berços encontrados estavam dentro da especificação do INMETRO, a grande maioria seguia o "padrão americano", mas achei alguns do tipo "padrão europeu" que de maneira geral, pelo o que eu entendi, se diferencia do americano por não ter grades móveis. E embora, a grande maioria tenha as medidas do padrão americano, reparei que nem todos os modelos tinham o mesmo tamanho, foi então que uma vendedora me explicou que internamente os berços possuem as mesmas medidas, mas que o tamanho final vai depender do acabamento, modelo e etc. 

As únicas coisas que eu achava imprescindível no berço era virar posteriormente uma mini-cama e ter grades e estrado reguláveis e não me custassem um fígado (minha mãe dará o berço, mas nem por isso preciso comprar um berço de 3 mil reais e sim eles existem) mas claro que não poderia ser tão simples assim. O que mais encarece um berço (cerca de mil reais a mais), de maneira geral, é o tal sistema anti-refluxo (você aperta uma alavanca e o estrado inclina alguns ângulos), confesso que achei desnecessário esse "recurso", não acho muito inteligente comprar um berço mais caro por causa de um sistema que eu nem sei se será necessário, já que não sei se remelent@ terá ou não refluxo, a tal inclinação é perfeitamente possível resolver com aquelas almofadas anti-refluxo colocada embaixo do colchão. Portanto, resolvi desconsiderar todos os modelos com o tal sistema, também não queria nada que tivesse cama auxiliar, gavetão ou comoda acoplada, minha procura era pura e simplesmente por um berço. 
Também descartei todos os modelos com cabeceira arqueada, com rococó ou muitos detalhes.

Por fim na última loja eu já tinha mais ou menos decidido o que eu não queria e acabei escolhendo um modelo que estava no catalogo e não no mostruário, rsrs. 

Depois de ver berços que todos os tipos, tamanhos, modelos e preços (encontrei berço de R$ 450,00 e outros de R$ 3.000,00), o escolhido foi o modelo Cris da Peroba:


Posteriormente ele pode virar um mini-cama ou um mini-sofá:


Depois da escolha do berço, teve a escolha do colchão, que foi relativamente mais fácil, até pq nessa hora Rafael resolveu palpitar (o preço dos colchões variavam de R$ 129,00 a R$ 199,00).

Agora é só esperar, agendamos a entrega e a montagem pro dia 05 de  Maio, vamos ver. :)

8 de abril de 2015

Petitebox Março

Minha caixinha de Março chegou logo na primeira semana do mês, mas devido a viagem e afins não pude fazer o post sobre.
Então, lá vai mais um post atrasado sobre a caixinha. :)

O tema da caixinha do mês de março foi a "Hora do Banho" e a versão gestante veio com:


- 1 saco de bolas de algodão da Cremer de 50g;
- 1 bepantol baby de 30g;
- 1 caixa de hastes flexiveis com 75 unidades;
- 1 pacote de toalhas umedecidas babysec com 50 unidades;
- 1 caixa de curativos divertidos;
- 1 prendedor de chupeta da Lolly;
- 1 babador de pano da Baby Minelli;
- 1 par de protetores para seios da Lansinoh;
- 2 bolsas para leite da Lansinoh;
- 1 vidro de 50 ml de alcool em gel Dettol;
- 1 trinco deslizante para armário;e
- 1 amostra do Shampoo Bebê Natureza (Lavanda do Campo).

De todos os produtos, só "descartei" o prendendor de chupetas, já que não pretendo da chupeta pr@ remelent@, também não curti muito o cheiro da amostra do shampoo, é suave, mas não tem exatamente um cheirinho de bebê, rsrs.
Mas gostei muito da caixinha! :)

6 de abril de 2015

Semana de 25 a 28

Fechamos a cômoda/trocador e o armário do quarto d@ remelent@, a entrega/montagem está agendada pro dia 19/05, mas ficando pronto antes eles entram em contato. Também fechamos os moveis da sacada/home office. Agora, só falta o berço.

De acordo com os exames de sangue e urina estamos entrando no 6º mês (mas já??) com louvor. Com exceção de uma infecção causada por fungos todos os exames estão ótimos (e mesmo assim a infecção ainda está no estágio bem inicial e um remédio de dose única provavelmente resolverá o problema). o bucho mediu 26 cm achei pouco se comparado ao salto entre a 17ª e a 21ª semana mas a médica disse que está no percentil ideal, engordei até aqui 1,8 Kg o que de acordo com ela tb está bom. 
Sendo assim, fomos liberados para a viagem de férias sem recomendações especiais! :D

E remelent@ se comportou muito bem na viagem!
Como era uma viagem de mais de 9 horas de voô optei por ficar no corredor por causa do banheiro, o que pode ser classificado como o único inconveniente da viagem. :)
Comprei uma meia de suave compressão, devido a grande quantidade de horas sentada, mas meus pés não incharam (na verdade, ainda não incharam em nenhuma situação).
Mas o mais importante foi que eu não enjoei, nem no vôo e nem na viagem em si.

Enfim, ficamos 11 noites em Portugal e 5 noites em Madri, só passei mal uma noite pq me empanturrei de milkshake/batido de oreo com churros, comi feito uma condenada (gente, como esse povo come!!), andei muito, mas muito mesmo (nos perdemos algumas vezes, ai já viu, né? kkk), mas deu tudo certo! E já estamos pensando nas próximas férias com @ remelent@ ;)
Na volta ficamos 5 noites no Rio pras vovós verem a barriga. Ou seja, foram mais de 20 dias longe de casa. Ow saudade do meu cantinho! A pessoa que tinha que ter ido trabalhar hoje, não foi, preguiça... kkk

Esse mês percebi que a barriga deu uma estufada, meu umbigo que sempre foi bem fundo, ainda não estufou mas tá bem mais raso, rsrs. Continuo com muita azia, talvez mais do que nos meses anteriores. :)

Ah só pra constar, as empresas aéreas permitem viagem de gestantes até a 28ª semana sem problemas, depois desse prazo é necessário atestado médico e mais tarde a presença do obstetra na viagem, quando viajamos pra Portugal eu estava de 25 semanas, tanto na ida pra Portugal, na ida pra Madri e na volta pro Brasil (com 27 semanas) em nenhum momento a TAP perguntou com quanto tempo de gestação eu estava, apenas na volta pra Brasília (com 28 semanas e 2 dias) é que a atendente da TAM (muito simpática, inclusive) me questionou o tempo de gestação e eu confesso que menti, disse que estava de 27 semanas e 5 dias (ah foram só 4 dias...). 

13 de março de 2015

Semana de 21 a 24

Dessa vez deu pra ouvir direitinho o coração d@ remelent@ na consulta de pré-natal, ganhamos mais 0,300 gr e o bucho mediu 21 cm. A médica disse que de agora em diante devo ganhar mais peso, aliás eu não, quem deve ganhar peso é @ remelent@.

Na 22ª semana fizemos a morfológica do segundo trimestre e está tudo bem. Remelent@ mediu 29 cm e pesou aproximadamente 433 gr.



Também consegui sentir com certeza o bebê mexendo, agora não há duvidas se são gases, bebê ou fome. kkk
A única observação a ser feita na ultra é que minha placenta está um pouco baixa (distando 3,4cm do OI do colo do útero), mas a médica disse que não é uma distancia preocupante, nem no que se refere a possíveis sangramentos e deslocamentos nem quanto a impossibilidade de se ter um P.N., e que a tendencia é ela subir, de qualquer forma isso será acompanhado nas próximas ultras.

Dormir começou a ser algo desconfortável, sempre dormi de bruços e agora a pança não permite essa regalia, então acabo acordando várias vezes durante a noite pra mudar de posição (e claro ir ao banheiro).

A âzia segue firme e forte, mas tirando isso estamos bem. :)

E enfim, demos inicio aos preparativos do quarto d@ remelent@ (até que enfim!), chamamos o marceneiro que fez os moveis da cozinha, sala e quarto e pedimos um orçamento do armário e cômoda (o berço ele não faz...), aproveitamos e pedimos um projeto pra sacada/home office, vamos ver. :) Até pq de acordo com alguns sites especializados estamos um pouco atrasados nesse quesito.

11 de março de 2015

Petitebox Fevereiro

Não comentei aqui, mas no final de Janeiro não resisti e assinei a Petitebox, ok confesso sou meio viciada nessas caixinhas e mesmo não tendo tido uma experiencia tão boa com a glossybox, corri o risco de novo.

E eis que a caixinha de Fevereiro chegou (em Fevereiro! kkk post atrasado, eu sei).
Foi uma caixinha especial da Lillo com produtos só da Lillo (dhããã), na versão gestante que ainda não sabe o sexo veio:



- uma caixinha com 12 absorventes descartaveis para seios;
- uma caixinha com 2 recipientes para leite materno;
- uma concha/protetor para seio;
- um cortador de unha minusculo;
- um pote com 3 repartições para colocar leite em pó;
- uma embalagem com 50 toalhas umedecidas;

Embora eu espere não usar o recipiente para leite em pó tão cedo, gostei bastante dos produtos, confesso que eu não sabia que a Lillo tinha uma linha de produtos para mães (Lillo Mamy) e achei interessante. Quanto aos produtos em si não posso emitir a minha opinião ainda, já que tudo permanece em suas devidas embalagens.

Agora, compensou financeiramente?
Assinei a versão trimestral onde cada caixinha sai por R$ 59,90 e procurando na Net achei o cortador de unhas por R$ 14,90, os potinhos pra leite por R$ 22,90, os absorvente para seios por R$ 11,61 e o protetor de mamilo por R$ 13,41, só ai já ultrapassou o valor da caixinha.
Sem contar, a surpresa que é abrir cada caixinha sem ter a menor noção do que vamos encontrar dentro. :D

Ou seja, pra mim, por enquanto, compensou!



5 de março de 2015

A escolha do carrinho

Uma das primeiras coisas que comecei a olhar logo que descobri a gravidez foi o carrinho e descobri que tem pra todos os gostos, modelos e bolsos. 
E claro, se estiver nos seus planos fazer enxoval nos EUA a coisa complica um pouco mais, surgem mais opções a preços mais acessíveis (e em muitos casos mesmo considerando o dólar três reais ainda compensa), mas como em momento nenhum cogitamos essa possibilidade, fiquei só com as opções (e preços) disponíveis no mercado nacional. 

Seguindo o conselho de algumas mamães mais experientes fui listando o que era importante pra mim ter em um carrinho:
- Moisés:  pra mim imprescindível já que provavelmente remelent@ dormirá nele no primeiro mês de vida;
- Bebê conforto com base para  auto: por pura comodidade na hora de tirar e colocar o bebê conforto no carro;
- Barra de proteção: em alguns modelos é vendida em separado;
- Abrir e fechar com facilidade: kkk não sou a pessoa mais jeitosa do mundo, então já viu; e
- Tamanho compacto ao fechar: nem sei se o bendito vai ficar fechado em algum momento, mas nada de trambolho por favor.
E claro que não me custasse um fígado. Mas como nem tudo são flores, nessa questão acabam entrando outros detalhes como disponibilidade de cor, design, se o bebê conforto encaixa no carrinho ou na base, o tamanho do cestinho pra carregar tralha e etc.

Logo no inicio descartei os modelos do tipo trio, como o Modular Easy Drive da Pég Perego, ou seja, aqueles que vc tem o bebê conforto, a "cadeirinha" e o moisés separados, que além de requerer um espaço não disponível ainda são bem mais caros. E passei a preferir os modelos que acoplavam o bebê conforto na estrutura do carrinho. 

Acabei, fazendo uma pré-seleção com alguns modelos:
- Travel System Eclipse da Lenox Kiddo (na verdade a Lenox tem vários modelos semelhantes, como o Aspen, Helios, Compass II);
- Travel System Neuvo Fire da Chicco (o único que não acopla o bebê conforto na estrutura);
- Travel System Elea Confeti da Bebé Conforti; e
- Travel System Mob da First Safety.
Só pra constar "travel system" é nome usado pro kit carrinho + bebe conforto. 

Então, aproveitei a Feira de Bebê e Gestante pra vê se tinha esses modelos e dar uma olhadinha ao vivo, por sorte, apesar de só ter um stand com carrinhos tinha todos esses modelos e outros que eu não tinha dado muita trela olhando nos sites. E acabou sendo relativamente fácil "escolher", Rafael achou o Mob da First Safety feio logo de cara, o Elea ele achou quente (é de neoprene) e o Neuvo da Chicco ele implicou com o bebê conforto encaixando no carrinho.
Sobrou os da Lenox Kiddo (tinha o Eclipse, o Helios e o Compass II) e um da Burigotto que eu achei trambolhão fechado e descartei. 
Entre os da Lenox, só o bebê conforto do Eclipse vinha com a base pra auto e acabou sendo o escolhido na cor capuccino. :)

O bendito
Depois que tira da caixa, nunca mais entra.
Mas da pra ter noção do tamanho. 


Em relação ao preço da feira, ele custava praticamente o mesmo que nos sites que nós tínhamos visto (sem o ônus do frete), mas dependendo da forma de pagamento rolava um desconto, então acabou compensando. :D
Por enquanto o único "contra" encontrado é o tamanho do cesto que não é lá muito grande, mas...

Também comprei um kit com dois ganchinhos pra colocar a bolsa com as tranqueiras do bebê.

1 de março de 2015

Feira Bebê e Gestante Brasilia - Eu fui!

Assim como uma noiva PRECISA ir a uma feira de noivas, uma gestante PRECISA ir a uma feira de bebê, nem que seja só pra olhar. :P

Enfim, fomos ontem a Feira Bebê e Gestante e dentro das minhas expectativas ela estava razoável. Só achei poucas opções pra quem queria ver moveis e carrinhos...

No final das contas saímos de lá com:

- 2 slings de argola (mesmo preço praticado fora da feira);
- kit higiene (mesmo modelo que eu tinha visto na Tricae quase R$ 80,00 mais barato);
- culotes, shorts e camisetas (na média R$ 10,00 cada peça);
- aspirador nasal, kit de escova e pente e kit com 2 "argolas" pra colocar no carrinho pra segurar a bolsa (o aspirador e o kit de escova comprei pq fugiu do tradicional azul e rosa que se acha por ai, as argolas pq não tinha visto pra vender em outro lugar);
- banheira sem trocador (optei pela sem trocador, pq já teremos um trocador no quarto e pq esse modelo era menor, não sei o preço fora da feira);
- carrinho com bebê conforto (minha ideia era vê se tinha os modelos que eu tava querendo pra poder ver ao vivo como "funciona" e compara-los, mas Rafael acabou comprando. O preço da etiqueta era o mesmo das lojas online sem o frete, mas na hora de pagar rolou desconto e acabou saindo mais barato).

E deu pra ter uma noção do que eu quero pros moveis do quarto. :)